Se não for candidato, Meirelles diz que fica na Fazenda até 31 de dezembro

Apesar de ainda não ter cravado que será candidato ao Planalto, a agenda do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já tem tom de campanha. A exposição do ministro na mídia foi reforçada. Só nesta 5ª feira (22.fev.2018) concedeu 4 entrevistas. Falou com as rádios Itatiaia, CBN e Gaúcha, e gravou participação no “Mariana Godoy Entrevista”, da RedeTV!. Nesta 6ª (23.fev) a conversa será na Rádio Jovem Pan.

Meirelles explicou ao Drive exatamente o que pretende fazer:

candidato a presidente – gostaria de ser, mas ainda não decidiu. Sua posição deve ser tomada até no limite do tempo permitido, que é 7 de abril;

ministro da Fazenda – isso já está definido: se não for candidato, fica no comando da economia até 31 de dezembro de 2018;

próximo governo – caso siga como ministro até o final deste ano de 2018, não pretende participar do próximo governo, seja quem for o eleito. “O meu ciclo já estará completo“, afirma.

Em uma das entrevistas que concedeu nesta 5ª feira, à rádio Itatiaia, Meirelles disse que o Ministério da Fazenda já é uma etapa cumprida. “Estou cogitando agora essa possibilidade da Presidência. Dentro de 40 dias tomarei a decisão, para tentar servir ao país de forma mais abrangente“, disse.

RECADO DADO
A eventual saída de Meirelles do governo também foi comentada pelo também ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo). “Todos são substituíveis”, afirmou.

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *