Manoel Filho apresenta proposta do Pensa DF à Frente Alternativa

Para coordenador do Movimento Pensa DF, alternativa para o Distrito Federal ‘é unidade por uma Brasília progressista, contra os golpistas e pela retomada da democracia’

Por João Negrão

O professor Manoel Filho, coordenador do Movimento Pensa DF apresentou como propostas para a chamada Frente Alternativa para a disputa ao Governo do Distrito Federal (GDF) os termos do manifesto do próprio colegiado que ele dirige. O Movimento Pensa DF, lançado em 1º de dezembro passado, reúne ativistas de movimentos sociais, sindicais, comunitários, estudantis e personalidades que querem “um Distrito Federal melhor para todos”.

Boa parte dos militantes do movimento são membros do PC do B, um dos partidos que se integram ao debate na Frente Alternativa. Os demais partidos são o PDT, PSD e PPS. Esta frente está se reunindo para costurar uma agenda comum visando a conquista do Palácio Buriti. A possível aliança já elencou 14 pontos para um programa de campanha convergente com o pensamento dos partidos que a compõe. A ideia é um plano estratégico que resgate o desenvolvimento do Distrito Federal, com estímulo à economia local, criação de empregos e geração de renda.

Para o professor Manoel Filho, que também é dirigente do Sinpro (Sindicato dos Professores do DF), os pontos em debate na Frente Alternativa são muito importantes, assim como “o interesse de forças políticas de centro-esquerda em apresentar uma alternativa aos caos instalado em Brasília”. Para ele, o governo de Rodrigo Rollemberg é “o emblema da política de destruição de políticas públicas, de respeito aos direitos dos trabalhadores e de entrega da soberania nacional”.

“Rollemberg é o espelho de Michel Temer. Golpista de primeira hora, ele representa esta tragédia que se abateu sobre nosso país. Por esta razão o Movimento Pensa DF considera importante a unidade por uma Brasília progressista, contra os golpistas e pela retomada da democracia”, asseverou. “E também apresentamos nossas propostas para a construção de um programa comum”, agregou.

Manoel Filho apresenta os pontos relacionados no Manifesto do Movimento Pensa DF para contribuição ao debate na Frente Alternativa em torno da convergência de propostas para o programa.

Confira:

1 – Propugnamos pelo respeito à diversidade política, de gênero, cultural, religiosa e racial de nosso povo.

2 – Defendemos o estado democrático de direito, o respeito aos direitos do povo que nos garantem a nossa Constituição cidadã e a todos os tratados civilizatórios dos quais o Brasil é signatário.

3 – Lutamos para que o Distrito Federal assegure aos seus cidadãos o direito à educação gratuita e de qualidade e em todos os níveis, com a valorização de seus profissionais e com uma escola que respeite todas as diferenças e tenha como princípio a valorização do conhecimento humanista e universal.

4 – Queremos a saúde pública de qualidade, com humanização do atendimento, a recuperação e modernização das unidades de saúde, bem como a construção de mais locais para melhor atender nosso povo.

5 – Somos a favor de uma segurança pública que priorize a vida de todos os cidadãos independente de classe social, raça e credo, que o aparelho policial esteja a serviço do ser humano e não do patrimônio, do material.

6 – Defendemos o patrimônio cultural, ambiental e arquitetônico do Distrito Federal e nos mantemos vigilantes contra iniciativa que só visam a especulação imobiliária e não a qualidade de vida dos cidadãos.

7 – Queremos um transporte público de qualidade e em quantidade, confortável, seguro e acessível a todos, assegurando a mobilidade dos cidadãos, a consequente redução de veículos em nossas vias e a humanização do nosso trânsito.

8 – Para nós é necessário o amplo acesso à cultura aos cidadãos do Distrito Federal, o resgate dos espaços públicos e a criação de novos, apoio às iniciativas culturais como casas culturais, a ampliação, democratização e descentralização dos recursos do FAC (Fundo de Apoio à Cultura), o fortalecimento dos Pontos de Cultura e a reformulação e democratização do Conselho Distrital de Cultura, com maior peso na participação do Conselhos Regionais.

9 – Defendemos ainda o esporte e o lazer aos cidadãos do Distrito Federal, a ampliação dos espaços e equipamentos para todas as comunidades, bem como a implementação de mais programas, além de mais praças e parques em todas as regiões administrativas.

10 – Atentamos também para o desenvolvimento econômico do Distrito Federal, defendendo políticas para o setor que fortaleçam as empresas locais, em especial as micro e pequenas, assegure e amplie a permanência de empresas que geram empregos e movimentem as cadeias produtivas locais, e aos micro empreendedores individuais, inclusive como parceiros do GDF nas compras de serviços e produtos governamentais.

Confira o manifesto aqui: http://pensadf.bsb.br/movimento/

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *