Vice-governador destaca importância das feiras agropecuárias

Durante a solenidade de abertura da Agrotec Show, realizada nesta quinta-feira (08.03) no município de Barra do Garças (a 500 km de Cuiabá), o vice-governador Carlos Fávaro destacou a importância das feiras agropecuárias para a busca de inovações tecnológicas e para o desenvolvimento do estado, que tem no agronegócio a sua principal fonte de economia. Fávaro apresentou o painel Agro – Infraestrutura e Logística e abordou as dificuldades, os impactos e as oportunidades para Mato Grosso.

“As feiras agropecuárias tradicionais são importantes para os municípios, representam o aquecimento econômico, entretenimento, e devem continuar sempre com o intuito de modernizar a agropecuária. Eventos como a Agrotec são um exemplo de oportunidades para esse desenvolvimento, pois fazem a agropecuária mato-grossense ser cada mais vez mais forte”, afirmou.

Segundo o idealizador do evento, Eduardo Barone, a feira agropecuária ocorre pela primeira vez no município e nasceu da vontade e da visão da oportunidade de crescimento que Barra do Garças tem para crescer em produção, considerando que possui mais de 280 mil hectares de áreas degradas, de baixa rentabilidade, mas que podem ser consolidas em áreas de agricultura.

“Estamos trazendo informação, tecnologia, ou seja, iniciando uma revolução. Esse é o futuro. Somente sobrevive na agricultura e pecuária quem tem eficiência e tecnologia. E temos que usar essas ferramentas para produzir alimento para o mundo, já que a população se multiplica a cada dia”, destacou.

O organizador do evento, Jhonatam Matos, concorda com Barone e demonstra satisfação em ver a realização da feira, que enfrentou várias dificuldades para ser promovida. “Até 2050, mais de 40% da alimentação do mundo sairá do Brasil. Hoje, esse número gira em torno de 19%. E com a realização da feira e essa extensão territorial disponível, o município de Barra entra no cenário da agropecuária e, a partir daqui, será construída uma nova história”.

Durante sua apresentação, Fávaro ressaltou que é fundamental discutir soluções para os gargalos logísticos, cobrar do poder público e achar soluções conjuntas que trarão resultados e melhorias para os municípios. “Muitos têm o hábito de ficar reclamando, por isso é importante participar de eventos como esse para discutir, buscar soluções, descobrir novos produtos e oportunidades comerciais para que a região se desenvolva”.

De acordo ele, a infraestrutura possibilita uma série de benefícios, pois, gera empregos, desenvolvimento às regiões, cria oportunidades para alavancar o turismo, permite que o conhecimento chegue ao cidadão, valoriza propriedades, etc. “Mato Grosso tem o grande desafio de melhorar sua infraestrutra para escoar sua produção, uma vez que o agronegócio produz 1,4 bilhão de carga por ano”.

Também participaram do evento o secretário de Ciência e Tecnologia, Domingos Sávio, o vice-prefeito Weliton Marcos, o presidente da Câmara Municipal, Miguelão, o diretor financeiro da Famato, Vilmor, presidente da Ager, Eduardo Moura, além de representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *