Brasília sedia Congresso Brasileiro de Saúde Mental

“Agir e transformar: pessoas, afetos e conexões” é o tema do evento que acontecerá no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, de 30 de maio a 2 de junho de 2018

O 6º Congresso Brasileiro de Saúde Mental reunirá cerca de cinco mil profissionais, acadêmicos usuários, familiares, servidores e autoridades num grande debate sobre os desafios da reforma psiquiátrica e o sistema público
de saúde. A exemplo das edições anteriores, realizadas em Florianópolis, Rio de Janeiro, Manaus e São Paulo, o Congresso discutirá, entre outros pontos, as práticas adotadas na rede de atenção psicossocial, uma das principais conquistas da luta antimanicomial, que completará 40 anos em 2018.

Dentre as questões que afligem a sociedade contemporânea, e que envolvem a preparação e a pauta geral do encontro, estão: violências de gênero, classe e etnias; os sistemas judiciário e prisional; a medicalização e as expressões de sofrimento social; o envelhecimento; as crianças e os adolescentes como protagonistas sociais; saúde mental e trabalho; e, ainda, suicídio − mal-estar da civilização.

Saúde Mental e SUS

Área responsável por avanços significativos no Sistema Único de Saúde, a saúde mental vai além da presença de transtornos ou deficiências. Ela implica análise da qualidade de vida da população em geral, bem como as sequelas dos diversos transtornos na população economicamente ativa, com prejuízos sócio-ocupacionais e familiares, condições de trabalho estressantes, discriminação (gênero, religião, etnia), exclusão social, estilo de vida não
saudável, violência e violação dos direitos humanos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informa que os transtornos mentais afetam entre 20 a 25% da população em algum momento de sua vida. Esses transtornos, que não distinguem faixas etárias e classes sociais ao redor do mundo, estão entre cinco das 10 doenças (ligadas ao sofrimento psíquico) mais impactantes para o desenvolvimento do trabalho.

No Brasil, o Ministério da Saúde registra 3% da população atingida por transtornos mentais severos e persistentes, incluindo a esquizofrenia e os transtornos bipolares graves − doenças que necessitam de cuidados permanentes. A esses índices, somam-se mais de 6% da população nacional afligidos pelo uso abusivo de álcool e outras drogas lícitas e ilícitas.

No Distrito Federal, por exemplo, 600 mil pessoas, num universo de 3 milhões de habitantes, podem necessitar de cuidados em saúde mental ao longo de sua vida. Dessas, 80 mil são crianças e adolescentes. Segundo a OMS, 10% da população entre 5 a 19 anos de idade podem apresentar transtornos psíquicos.

“Estratégias e intervenções custo efetivas de saúde pública e intersetoriais existem para promover, proteger e restaurar a saúde mental”, afirma a agência. O ministério orienta a constituição de um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para cada 100 mil pessoas. A Abrasme, na busca do aprimoramento na reorientação do modelo de Saúde Mental, idealiza a implantação de um sistema de base territorial e comunitário em conjunto aos órgãos de
governos, sindicatos, conselhos, academia, direitos humanos, artesãos, sociólogos, antropólogos e profissionais de outras áreas

Em respeito aos 40 anos da luta antimanicomial, que, inspirada pela lei Basaglia (Lei 180/1978), da Itália, aproximou a Saúde Mental do conjunto da sociedade, e aos 30 da “Constituição Cidadã” e dos SUS, no Brasil, é preciso reforçar, em defesa da atenção à saúde humanizada e em liberdade − princípios estabelecidos na fundação do SUS −, que há muito a ser feito para a melhoria dos cuidados e o combate ao preconceito.

Abrasme

Integrada por profissionais das diversas áreas do conhecimento, como antropologia, filosofia, educação e saúde, entre estes, médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e outros profissionais, a Associação Brasileira de Saúde Mental busca a articulação entre centros de treinamento, ensino, pesquisa e os serviços de saúde mental; o fortalecimento das entidades-membro e a ampliação do diálogo das comunidades técnicas e científicas e serviços de saúde com organizações governamentais e não governamentais e a sociedade civil.

Em seus eventos, como os fóruns regionais e congressos, reafirma a necessidade da ampliação do trabalho em rede, do suporte e da promoção da saúde e de dispositivos substitutivos às internações psiquiátricas indevidas e manicomiais.

Instituída em 10 unidades federativas, a Abrasme, por meio do diálogo sociedade-governo, incluindo as lutas no Legislativo, compreende a Reforma Psiquiátrica como movimento amplo, complexo, intersetorial e plural.

Diretoria
Presidente: Walter Ferreira Oliveira (SC), Vice-Presidente: Ana Maria Fernandes Pitta (BA), 1º Secretário: Leonardo Penafiel Pinho (SP), 2ª Secretária: Anna Luiza Castro Gomes (PB), 1º Tesoureiro: Fabrício Augusto Menegon (SC), 2º Tesoureiro: Ricardo Lins (DF), Presidente de Honra: Paulo Duarte de Carvalho Amarante (RJ)

Organização do 6º Congresso de Saúde Mental
Ricardo Lins (Brasília)
(61) 99973.2505 / abrasmecomunic@gmail.com
Informações / Inscrições
http://www.congresso2018.abrasme.org.br/
(48) 99133.1805

PROGRAMA PARA TODOS
ABERTURA OFICIAL DO EVENTO
18h – Intervenção Musical
18h30 – Sessão Solene de Abertura
20h – Conferencia – AGIR PARA TRANSFORMAR: PESSOAS, AFETOS E CONEXÕES
Conferencista: VLADIMIR SAFATLE (FCHUSP)
Filósofo chileno-brasileiro, livre-docente da Universidade de São Paulo
21h – Intervenção artístico-cultural
GRANDES DEBATES
1º GRANDE DEBATE – 1/06 – 10h às 12h30
LOCAL GRANDES DEBATES RELATORES (AS) COORDENADOR (A)
2º GRANDE DEBATE – 2/06 – 10h às 12h30
3º GRANDE DEBATE – 2/06 – 13h às 15h
Dia 2/06 às 17h15 – ASSEMBLEIA GERAL DA ABRASME
Dia 2/06 às 19h – Encerramento
Dias 31 de maio, 1º e 2 de junho
MESAS REDONDAS
1. Financiamento e Sustentabilidade no SUS e RAPS
Pedro Gabriel Delgado – UFRJ
José Antônio Sestelo – Abrasco
Carlos Octávio Ócker – ABESM
Coordenador: Hugo Fagundes (SES – RJ)
2. Desinstitucionalização: Redes de saúde, territórios e intersetorialidade
João Mendes Junior – UFRB
Fernando Sérgio Pereira de Souza – UFPI
Ana Paula Guljor – Ensp/Fiocruz/RJ
Coordenador: Mª Salete Bessa Jorge – UECE
3. Drogas e redes: estratégias ético-políticas de cuidados
Melissa Azevedo – Redes PE
Luis Fernando Tófoli – Unicap
Patrícia von Flach – Cetad /UFBA
Saúde Mental e Drogas: conexões
clínicas e políticas contemporâneas
Benilton Bezerra (UERJ)
Cristian Duncan (IPUSP)
Dartiu da Silveira (Unifesp)
Ana Pitta
(ABRASME)
LOCAL GRANDES DEBATES RELATORES (AS) COORDENADOR(A)
Medicalização: patologização da
sociedade
Robert Whitaker
Aparecida Moisés; UNICAMP
Laura Delano (Mov. Ex-usuários
EUA)
Walter Oliveira
(ABRASME)
LOCAL GRANDES DEBATES RELATORES COORDENADOR(A)
Saúde Mental e Luta Antimanicomial:
Agenda para agir e transformar
Paulo Amarante (ENSPFiocruz/RJ)
Eduardo Calliga (AMEA-BA)
Iracema Polidoro
(Apacojum)
Leo Pinho
(Abrasme)
Coordenador:Leo Pinho – Abrasme/CNDH
4. Gênero, raças e classe – interseccionalidade e discriminações
Magali Almeida – UFBA
Marco José de Oliveira Duarte – UFJF
Simone Brandão – UFRB
Coordenador: Sonia Barros – EEUSP
5. População de rua e saúde mental – labirintos da cidade, desafios no território
Maria de Fátima Lepkison – UCSal
Rubens Adorno – FSPUSP
Claudia Penido – UFMG
Coordenador: Deidvid de Abreu (UFSC)
6. Formação e trabalho em saúde mental: (PET-Saúde, Residências Multiprofissionais e outras
estratégias de Educação Permanente)
Monica Nunes – ISC/UFBA
Marta Zappa – ENSP/Fiocruz
Leandra Brasil – ENSP/Fiocruz
Coordenador: Silvio Yasui (Unifesp)
7. O Direito a Morar: estratégias desinstitucionalizadoras
Juarez Furtado – UNIFESP
Vicente Faleiros – UNB/UCB
Marcela Spath – SMS SSA
Coordenador: Mirsa Delosi, SP
8. Saúde Mental, Drogas e sofrimento psíquico entre estudantes
Stella Goulart – UFMG
Antonio Nery – Cetad/UFBA
Sandra Caponi – UFSC
Coordenador: Walter Oliveira (UFSC)
9. Inclusão social e reabilitação psicossocial de pessoas com sofrimento mental – arte, trabalho,
educação.
Ernesto Venturini – It.
Ana Aranha – EEUSP
Kátia Liane Rodrigues – UFSCar
Coordenadora: Fernanda Nicácio – FMUSP
10. Saberes sintéticos, integrativos e tradicionais na promoção à saúde
Marcelo Pimentel Abdala – Costa – Ulapsi
Antonio Bispo dos Santos (quilombola)
Trindade (Guiné Bissau)
Coordenador: Lucas Honorato – PPGEO/UFF
11. Sofrimento social – o cuidado para a redução de vulnerabilidades de Gênero, classe e adoecimento
Marcela Lucena – UFPE
Anna Luiza Castro Gomes – UFPB/Abrasme
Roberto Tycanori – Unifesp
Coordenador:
12. Infância diagnosticada, vida condenada: Marginalidades previsíveis
Cristina Ventura – UFRJ
Luciana Surjus – Unifesp
Laura Delano – Movimento de Ex-pacientes (Estados Unidos)
Coordenador: Alfredo Schetmann – Denasus/DF
13. Trajetória de rua e uso de drogas
Claudia Penido – UFMG (Retirada compulsória de bebês)
Rossana Rameh – IFPE
George Soares – Cetad/UFBA
Coordenador: Ligia Costa Leite – UFRJ
14. Criminologia crítica e Judicialização na saúde mental
Simone Paulon – UFRGS
Fernanda Ravazano Baqueiro – UCSAL
Ludmila Correia – UFPB
Coordenador: Enrique Bessoni – Fiocruz/DF
15. Trabalho e Saúde Mental
Fabrício Menegon – UFSC
Leny Sato – IPUSP
Petilda Vazquez – F. Ruy Barbosa
Coordenador: Fabrício Menegon – UFSC/Abrasme
16. A saúde no sistema prisional, judiciário: o que isso tem a ver com todos nós?
Haroldo Caetano – UFF
Itana Viana – OAB/BA
Convidado internacional (Vancouver, Canadá)
Coordenador: Walter Ferreira de Oliveira – Abrasme
17. Suicídio: ainda um tabu?
Maria Cecília Minayo – ENSP – Fiocruz
Dalva de Andrade Monteiro – UEFS
Alexandrina Meleiro – FMUSP
Coordenador: Ricardo Lins – Abrasme
18. Sofrimento social ao envelhecer: estratégias de superação
Marília Prado Louvison – FSPUSP
Maria Cristina Hoffman – MS
Renato Veras – UERJ
Coordenador: Alexandre Kalache – OMS
19. Saúde Mental e Drogas na Atenção Primária: Que temos a fazer?
Cristina Douat Loyola – UFRJ/UniCeuma
Magda Dimenstain – UFRN
Maurice de Torrenté – UFBA
Coordenadora: Ana Raquel Santiago Lima – UFSE
20. Avaliando Políticas de Saúde Mental e Drogas
Maria de Lourdes Rodriguez Del Barrio – Montreal
Rosana Onocko – Unicamp
Luciane Kantorski – UFPel
Coordenadora: Ana Pitta USP/UCSAL/UniCeuma
21. Rede Latino-americana de Direitos Humanos e Saúde Mental
Agnus Barúa Cafarena – Paraguai
Andres Tejera – Uruguai
Cecilia Augsburgerc – Argentina
Coordenador: Paulo Amarante Abrasme/ENSP-FIOCRUZ
Comissão Responsável
Walter de Oliveira – Presidente da Abrasme
Ana Pitta – Vice-Presidente da Abrasme. Coordenadora da Comissão Científica
Ricardo Lins – Secretaria da Abrasme. Presidente do 6º Congresso Nacional de Saúde Mental
Comissão Organizadora Nacional
Walter Ferreira de Oliveira – UFSC (Coordenador). Presidente da Abrasme
Ana Pitta – USP/UCSAL/UniCeuma. Vice-Presidente da Abrasme
Leonardo Penafiel Pinho – CNDH, Unisol. 1º Secretário Nacional da Abrasme
Anna Luiza Castro Gomes – UFPB/PB. 2ª Secretária Nacional da Abrasme
Fabrício Menegon – UFSC. 1º Tesoureiro Nacional da ABRASME
Ricardo Lins – ISM/DF. 2º Tesoureiro Nacional da Abrasme
Paulo Amarante – Fiocruz/RJ. Presidente de Honra da Abrasme
Rogério Giannini – CFP
Comissão Científica
Ana Pitta – USP/UCSAL/UniCeuma (Coordenadora)
Ana Karenina de Melo Arraes Amorim – UFRN
Anna Luiza Castro Gomes – UFPB/PB
Ana Luisa Aranha – USP
Ana Paula Guljor – Fiocruz/ENSP
Domingos Sávio Nascimento Alves – IFB
Eduardo Vasconcelos – UFRJ
Enrique Bressoni – Fiocruz/DF
Fabricio Menegon – UFSC
Ileno Izídio – UNB
Izabel Fritche Passos – UFMG
Leandra Brasil da Cruz – Fiocruz/RJ
Leonardo Penafiel Pinho – CNDH, Unisol
Luciane Kantorsky – UFPel
Lúcia Rosa – UFPI
Luciana Surjus – Unifesp
Mônica Nunes – UFBA
Magda Dimenstein – UFRN
Mara Ribeiro – Uncisal
Marcelo Kimati – UFPG-Rede/PR
Marco José Duarte – UFJF
Maria Salete Bessa Jorge – Uece
Maria Stella Brandão Goulart – UFMG
Muna Odeh – UNB/DF
Paulo Amarante – Fiocruz/RJ
Paula Pinho – UFRB
Pedro Gabriel Delgado – UFRJ/WAPR
Ricardo Lins – GDF/Abrasme
Rogério Giannini – CFP
Rosana Onocko – Unicamp
Sandra Caponi – UFSC
Sílvio Yasui – Unesp
Simone Paulon – URGS
Sonia Barros – EEUSP
Tania Inessa Resende – CEUB/DF
Vicente Faleiros – UCB
Walter Oliveira – UFSC
Comissão da Feira Economia Solidária/Tendas
Leonardo Penafiel Pinho – Unisol Brasil/SP – Coordenador
Comissão Organizadora Local
Ricardo Lins – Abrasme (Coordenador/Presidente do Congresso)
Myrian Luiz Alves – Secretária Executiva
Enrique Bessoni – Fiocruz/DF
June Scafuto – Fiocruz/DF
José Alves (DF)
Comissão de Suporte Técnico- Administrativo
Nathalia Maria Souza da Rocha – Comissão Organizadora
Italuã Martins – Assistente Técnico da Comissão Científica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *