Da periferia à CLDF: ativista social pelos direitos da juventude lança pré-candidatura no DF

A caminhada é longa, são 20 anos atuando em defesa dos jovens da periferia. Max Maciel, 35 anos, pedagogo, ativista e empreendedor social dedicou mais da metade de sua vida à militância. Nascido e criado na maior cidade do Distrito Federal, Ceilândia, Max sabe que nesta região, como em tantas outras favelas do Brasil, o interesse do Estado e o investimento são mínimos. Nessas duas décadas de atuação no DF, ele já produziu bastante — ver projetos abaixo, mas sabe que ainda falta bastante para tornar os jovens menos favorecidos protagonistas das suas cidades e com voz ativa para mudar a realidade dos menos favorecidos. É por meio da política que Max enxerga a oportunidade de inverter o atual quadro político e social do DF, concedendo liderança aos jovens e inserindo a periferia no centro das decisões políticas.

Para iniciar essa nova caminhada, Max vai reunir na próxima quarta-feira (16), a partir das 19h, lideranças comunitárias, partidárias e apartidárias, representantes de movimentos sociais, expoentes do rap, políticos de atuação nacional e local e os amigos que fez durante sua atuação no DF. O encontro será no Hotel Brisa Tower, localizado na QNN 18 conjunto A lotes 2/4 Ceilândia Sul e marcará sua pré-candidatura à Deputado Distrital.

Uma jornada que não começou ontem

Max Maciel iniciou sua jornada no movimento estudantil, em 1997. Desde cedo ele mostrou que seria uma liderança na comunidade e nos trabalhos que estavam por desenvolver. De cantor de rap — com apresentações nas escolas públicas no DF — à pedagogo e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Gênero e Raça pela Universidade de Brasília (UnB). Durante sua atuação, foi membro do Conselho Nacional da Juventude e do Conselho Escolar do DF, elaborou políticas de saúde do adolescente e do jovem, além de auxiliar na construção de Conferências Nacionais em Segurança Pública, Cidades, Comunicação, Esportes, Juventude e Cultura.

Seu lema sempre foi promover e incentivar os jovens a ocuparem os espaços públicos com atividades esportivas, de lazer e cultural. Foi um dos criadores da Rede Urbana de Ações Socioculturais (RUAS) com o objetivo de promover a transformação social da juventude que vive nas periferias do DF. A partir da ideia de colocar a periferia no centro das decisões, da criatividade e inovação, surgiu o Festival Elemento em Movimento — um dos mais importantes festivais de cultura urbana do Distrito Federal —, a Liga Internacional de Basquete de Rua – LIIBRA, o projeto Saúde Ativa, o campeonato de skate DF Street, entre outros. Seu trabalho de maior alcance social foi de coordenador do programa Jovem de Expressão. Voltado para jovens entre 18 e 29 anos das periferias de Brasília, o programa possui 11 anos e já beneficiou mais de 10 mil jovens e adolescentes.

Os anos de militância fizeram Max Maciel perceber a importância de ocupar espaços e de tomar decisões. Dialogou com todos os movimentos que se relacionou para construir uma proposta de candidatura coletiva, como forma de reunir uma grande diversidade de ideias. Dialogou, também, com comunidades das Regiões Administrativas do Distrito Federal. A partir do projeto “Debatendo as Cidades”, ouviu moradores das RAs para saber os problemas e dificuldades enfrentados nas comunidades e, por meio dos diálogos, criar novas perspectivas e sugestões para melhorar suas cidades.

Por se alinhar as suas ideias, Max Maciel escolheu o PSOL para se lançar como pré-candidato a deputado distrital. Com o partido, ele reafirma seu compromisso com as juventudes da cidade em busca da participação social nas melhores práticas de gestão e na condução do seu mandato.

#MAXMACIELDF

Lançamento da pré-candidatura de Max Maciel à Deputado Distrital

Dia 16 de maio, às 19h, no Hotel Brisa Tower (Ceilândia Sul)

Mais informações: 9 95119 4162
Evento: https://www.facebook.com/events/561632074217971

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *