Feira do Livro de Brasília – lançamento do “Dicionário crítico de migrações”

Em sua programação na 34a. Feira do Livro de Brasília, a Editora UnB promove o lançamento do Dicionário crítico de migrações internacionais, na próxima sexta-feira, 08, às 19h

Certos temas são fundamentais para uma reflexão do mundo contemporâneo, tais como: racialização, gênero, colonialismo, expansão do capitalismo e as decorrentes estruturas de dominação e desigualdades sociais, conflitos e guerras, desastres ambientais, entre outros. Leonardo Cavalcanti, Tuíla Botega, Tânia Tonhati e Dina Araújo, organizadores do Dicionário crítico de migrações internacionais,  apresentam-nos uma rica coleção de verbetes em que articulam todas essas categorias e outras tantas na perspectiva de explicar o porquê e as causas da migração e os motivos de as migrações permanecerem no tempo e no espaço. São 141 diferentes conceitos no domínio do campo teórico das migrações.

A originalidade desse estudo, multidisciplinar e amplo, consiste na tentativa de responder ao desafio de trazer abordagens e conceitos diversos que ofereçam, em alguma medida, elementos que ajudem a compreender as migrações na atualidade, conforme os organizadores da obra. Nesse sentido é que se buscou a colaboração de acadêmicos de notório saber e reconhecimento internacional no campo das migrações, oriundos de diversos continentes e regiões do globo. No total, foram 150 autores, de diferentes países, universidades e instituições de pesquisa de prestígio internacional.
Fundamentos teóricos – Essa extensa pesquisa e sua análise crítica surpreende tanto pelas ferramentas conceituais quanto pela reflexão que o tema exige. O essencial nos verbetes apresentados é a possibilidade de compreender o fenômeno não apenas pelas suas dimensões peculiares no atual momento de globalização, mas pelos diversificados motivos e formas em que as migrações ocorrem. Entretanto, os autores não se restringem a validar fundamentos teóricos de pesquisadores consagrados no campo do estudo das migrações, que procuram sistematizar um conhecimento sobre o processo migratório. Vão além. A abordagem dos diversos fundamentos teóricos sobre migrações internacionais ficou por conta dos organizadores que apontaram, na introdução da obra, as diversas teorias e seus autores com o objetivo de compreender o fenômeno e contextualizar os verbetes. Assim, foram apresentadas, “de forma sucinta e reflexiva, as teorias das migrações a partir dos seguintes aspectos: i) contextualização do desenvolvimento sócio-histórico das migrações internacionais; ii) as principais teorias que explicam por que as pessoas migram. iii) as correntes teóricas que tentam explicar por que as migrações permanecem no tempo e no espaço”.

Quanto aos verbetes, esses respondem à necessidade de qualificar o debate não só no domínio do campo teórico das migrações, mas em conceitos de outras áreas afins “que são apropriados pelos estudos migratórios e também aplicáveis a outros campos de pesquisa”. Daí que chama a atenção, por exemplo, o verbete “Economia da saudade”, escrito por Maria das Graças S. Luiz Brightwell. Segundo ela, o termo “economia da saudade”, registrado durante pesquisa de campo em um restaurante brasileiro no bairro de Harlesden, Londres, foi utilizado pelo dono do estabelecimento para definir o aumento no comércio e consumo de comida “brasileira” por parte dessa comunidade migrante em Londres. A análise desse termo é pautada, de acordo com a autora, nos aportes teóricos dos estudos de diáspora, transnacionalismo, translocalismo e cultura material e traz para a agenda de pesquisa as relações complexas entre mobilidade e sentimentos de pertencimento e/ou conexão a lugares e objetos, de forma a entender “como a identidade nacional é reformulada e reimaginada por tal movimento e mobilidade”, conforme Conradson (2010).
Por fim, a organização dos verbetes e a clareza das análises, que têm o mérito de intensificar o debate teórico e que lançam luz sobre a complexidade atual das migrações internacionais, conferem a essa obra a qualidade necessária e imprescindível aos estudiosos desse tema tão diversificado e multifacetado. (Inês Ulhôa/ Editora UnB)

Editora Universidade Brasília, EDU.Telefone: (61) 3035-4200Fax: (61) 3035-4230 E-mail: contatoeditora@unb.br

Nossa Livraria:
Loja Centro de VivênciaCampus Universitário Darcy RibeiroTelefone: (61) 3107-1245E-mail: livrariacampus@unb.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *