Casa Manga com Leite debate Mídia e racismo em tempos de eleição

Da Redação

A Casa Manga com Leite realiza no próximo dia 17 (sexta) a Roda de Conversa “Mídia e racismo em tempos de eleição”. O evento visa debater com candidatos e militantes do campo popular e progressista um tema quase sempre à margem tradicionalmente dos processos eleitorais brasileiros, em geral, e do Distrito Federal, em particular.

“Como em todo o Brasil, as diversas formas de racismo, inclusive o institucional e o religioso, são frequentes no Distrito Federal. Na capital da República Federativa do Brasil também há uma carnificina contra jovens negros e templos de religiões de matriz africana e ameríndia são frequentemente atacados e seus sacerdotes perseguidos e vítimas de violência física”, afirma o coordenador da Casa Manga com Leite, o jornalista João Negrão.

“Portanto, o tema racismo e o papel da mídia precisa estar no centro do debate nestas eleições”, acrescentou Negrão, informando ainda que para esta roda de conversa foi especialmente convidado o também jornalista e rapper Richard Santos.

Big Richard, como é mais conhecido, é professor adjunto da Universidade Federal do Sul da Bahia, doutor em Ciências Sociais pelo Departamento de Estudos Latinoamericanos da UNB, ativista dos movimentos Negro e Hip Hop brasileiros, com larga atuação aqui em Brasília como militante social e jornalista engajado nas questões étnico-raciais.

Antes de seguir para lecionar na UFSB, Big Richard foi professor da disciplina Pensamento Negro Contemporâneo, na Universidade Brasília (UnB), instituição à qual continua vinculado como pesquisador ligado ao Departamento de Estudos Latinoamericanos, no Mecacb (Grupo de Estudos Comparados México, Caribe, América Central e Brasil).

Lançamento

Na sequência da roda de conversa, Big Richard lançará seu livro “Branquitude na Televisão: a nova África (?) na TV pública”. A obra tem por base a sua dissertação de mestrado, que por sua vez estudou o programa “Nova África”, veiculado pela TV Brasil, confrontando a programação com a ausência do negro na televisão brasileira, especialmente nos oligopólios da mídia privada.

“Esse estudo pretende se alinhar aos estudos fundadores, analíticos da história social do negro brasileiro e explorar no século XXI o processo de constituição da identidade mediada. Da mesma forma, objetiva produzir elementos estimuladores para investigação e debate interdisciplinar

e perceber como as culturas ribeirinhas desse grande rio chamado Atlântico foram identificadas e documentadas pelo programa ‘Nova África’, da TV Brasil”, pontua o autor.

SERVIÇO

Roda de Conversa “Mídia e racismo em tempos de eleição”

Dia 17 de agosto, às 19 horas

Lançamento do livro “Branquitude na Televisão: a nova África (?) na TV pública”

Casa Manga Com Leite

Rua Espírito Santo, Casa 9 – Vila Planalto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *