Lula e a inveja dos que destroem a democracia brasileira

Por Roberto Feltrin

As eleições presidenciais da forma como estão sendo conduzidas não terão legitimidade e qualquer presidente que assumir o governo em 2019 não conseguirá governar este país e a crise politica e econômica persistirá.

Quando um juiz, movido por pressão de uma rede de TV, a Globo, tira da disputa eleitoral um candidato cuja culpa não é maior do que todos os outros candidatos que estão legalmente na disputa eleitoral, dessa forma persistirá a injustiça e a covardia e não teremos eleições democráticas.

Lula foi acusado pela TV Globo de possuir um apartamento tríplex que não é dele e foi condenado por um juiz de exceção, Sergio Moro, que recebe ordens do Departamento de Estado norte-americano, país este que sempre interferiu na soberania de outras nações, para conter, em benefício próprio, o desenvolvimento de outros povos.

Alckmin está envolvido com propinas, constatado pela Operação Lava Jato, acusado de receber mais de 10 milhões de reais da Odebrecht. O STF e o juiz Moro nada fizeram contra esse mega-esquema de corrupção de Alckmin. Ao contrário, suas acusações foram encaminhadas para a Justiça Eleitoral.

Bolsonaro está envolvido em denúncias de nepotismo, e contratação de funcionários fantasmas em seu gabinete na Câmara Federal e recebimento de propinas da JBS. Responde também por crime de racismo e excitação ao estupro, ações que tramitam no STF.

Álvaro Dias está envolvido, entre outros, no escândalo do Banestado, onde foi constatado o desvio de US$ 20 bilhões, remetidos para os EUA em transações ilegais e que, após as investigações, devolveu aos cofres públicos brasileiros uma ínfima fração de apenas US$ 17 milhões.

Lula fez um governo com crescimento econômico e inclusão social, fato este que irrita os pseudointelectuais brasileiros, que sempre mantiveram o Brasil como uma colônia dos países desenvolvidos

Quem era o Juiz na época que comandava a força-tarefa que investigava o esquema de corrupção do Banestado com participação de políticos do PSDB? Sim é este mesmo: o futuro Ministro de Justiça de Álvaro Dias, o Juiz Sergio Moro.

Todos esses citados acima são candidatos a presidente da República e estão livres e soltos para concorrer às eleições.

A elite dominante brasileira subestimou a capacidade política de Lula, pois mesmo com pouco estudo fez o melhor governo da história desse país. Lula desafiou os intelectuais e conseguiu promover um governo com crescimento econômico, aumento do poder de compra do trabalhador e defesa da soberania nacional.

Resumindo, Lula fez um governo com crescimento econômico e inclusão social, fato este que irrita os pseudointelectuais brasileiros, que sempre mantiveram o Brasil como uma colônia dos países desenvolvidos.

O povo tem o direito de escolher seus representantes, e se Lula for derrotado, que seja nas urnas e não pelo crivo de uma elite preconceituosa e que sempre atentou contra os interesses do povo brasileiro.

Este é o momento para nós brasileiros protestarmos e exigir Lula livre e elegível, para concorrer com as mesmas condições de igualdades com os outros candidatos nestas eleições presidenciais.

Lula Livre, Lula elegível, Lula presidente!

* Roberto Feltrin é analista político e assessor parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *