Olhares sobre a infância Guarani-Kaiowá: assista ao filme

Documentário mostra contexto de vida e violações de direitos das crianças indígenas em Dourados, no MS

Os povos Guarani-Kaiowá se denominam “ivy poty”, que na língua nativa significa “flores da terra”, para lembrar que na natureza está a essência da vida. Por isso, a garantia dos direitos desta população está intimamente ligada à preservação de seu modo de ser tradicional. É o que mostra o documentário Guarani-Kaiowás Ivy Poty – Flores da Terra, ao traçar um panorama da infância indígena de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

Produzido pela Rede Marista de Solidariedade, o filme faz uma contextualização da vida dos Guarani-Kaiowá, ressaltando a concepção de infância e o valor das relações intergeracionais naquele modelo de organização familiar e comunitária. Ele destaca a importância da valorização da cultura e identidade étnica no processo de desenvolvimento das crianças e jovens e aborda o cenário das políticas públicas que atendem esses meninos e meninas, revelando um contexto de sistemáticas violações de direitos.

“O documentário promove uma escuta dos indígenas, de atores da rede de atendimento, de organizações da sociedade civil e outros profissionais sobre questões sociais, políticas, culturais e identitárias da população Guarani-Kaiowá, com a proposta de contribuir para a promoção e defesa de seus direitos, em especial das crianças e jovens”, apontam os diretores Camilla da Silva e Souza e Vinícius Gallon.

De acordo com a coordenadora do projeto, Juliana Kuwano Buhrer, “a expectativa é de que a produção contribua para os debates sobre esta realidade e seja utilizada como subsídio para os agentes que participam da formulação, implementação e monitoramento das políticas públicas”.

Assista ao filme completo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *