Jornalistas de Mato Grosso lançam manifesto em defesa da democracia

Da Redação

Uma excelente iniciativa em defesa da democracia brasileira e contra o fascismo veio dos jornalistas de Mato Grosso, com o lançamento de um manifesto que prega o voto no petista Fernando Haddad para barrar o retrocesso democrático personificado no capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro, com sua pregação de ódio, de eliminação física de opositores e perseguição às minorias.

“Temos uma obrigação ética de nos posicionar contra o candidato que faz apologia à violência e dissemina o ódio aos negros, às pessoas LGBTQI+, às mulheres e aos pobres”, afirma o Manifesto de Jornalistas em Mato Grosso pela Democracia, evocando em seguida o Artigo 6º do Código de Ética do Jornalista Brasileiro, que “estabelece, entre outros deveres, a oposição ao autoritarismo e à opressão e a luta pela liberdade de pensamento e expressão e defesa dos direitos do cidadão”.

“Também é nossa obrigação combater a perseguição ou discriminação, seja qual for o motivo”, acrescenta o texto, conclamando os profissionais e a população a defenderem a democracia no próximo domingo (28), votando em Fernando Haddad.

Confira a íntegra:

MANIFESTO DE JORNALISTAS EM MATO GROSSO PELA DEMOCRACIA

Os jornalistas em Mato Grosso abaixo assinados vêm a público manifestar seu posicionamento político às vésperas do segundo turno das eleições presidenciais. Formamos um grupo diverso, composto por apoiadores irrestritos, críticos e também opositores do Partido dos Trabalhadores, representado por Fernando Haddad. Em comum, estamos em defesa da democracia, da liberdade de expressão e dos direitos humanos. SOMOS CONTRA QUALQUER UM QUE ESTEJA DO LADO OPOSTO NESTA LUTA. No domingo (28), não há outro caminho que não seja o de oposição a Jair Bolsonaro.

Temos uma obrigação ética de nos posicionar contra o candidato que faz apologia à violência e dissemina o ódio aos negros, às pessoas LGBTQI+, às mulheres e aos pobres. O Artigo 6º do Código de Ética do Jornalista Brasileiro estabelece, entre outros deveres, a oposição ao autoritarismo e à opressão e a luta pela liberdade de pensamento e expressão e defesa dos direitos do cidadão. Também é nossa obrigação combater a perseguição ou discriminação, seja qual for o motivo.

A história nos mostra, o que aliás, o candidato se orgulha em defender, o quanto um governo com pautas como a dele atentam contra a nossa atividade e a história da imprensa. Durante os 20 anos da ditadura militar brasileira, diversos colegas, assim como seus amigos e familiares, foram perseguidos, censurados, presos, torturados e mortos pelo simples exercício da profissão.

Desde a ascensão dele, jornalistas e demais profissionais da imprensa têm sido repelidos e se tornado vítimas de ataques por seus apoiadores, nos alertando que, após uma possível vitória do candidato, a situação só tende a piorar. O candidato ainda sequer ganhou a disputa, e os efeitos de seu discurso de ódio já fazem diversas vítimas pelo país, muitas já enterradas, com seus sonhos interrompidos, devido a simples divergências políticas.

Não tememos mais apenas a censura ou a substituição de nossas reportagens por receitas de bolo, como a História nos mostra, mas a perseguição contra a nossa integridade e a de nossos familiares – física, psicológica e moral.

Declaramos nosso voto a Fernando Haddad, cujo partido político se manteve no poder por 13 anos, com acertos e erros. Os escândalos de corrupção que marcaram esse período só chegaram ao conhecimento da sociedade através da atuação dos profissionais da imprensa, que puderam exercer seu ofício sem o temor de retaliação, prisão ou exílio, como prega seu opositor.

Por fim, nos comprometemos a, em caso de vitória de qualquer um dos candidatos, manter a integridade de nossa profissão, noticiando e denunciando toda a forma de injustiça, de ataque à liberdade, aos direitos, à soberania e à democracia do nosso país.

Não abrimos mão da ordem democrática e do direito de divergência, nem que para isso seja necessário darmos nosso sangue, nossas vidas e almas. Democracia sim. #EleNão

Jornalistas de Mato Grosso unidos pela Democracia e pela garantia do Estado de Direito, abaixo assinados:

1. ADILSON MORAES

2. ADRIANA NASCIMENTO

3. AIRTON MARQUES

4. ALCIONE DOS ANJOS

5. ALESSANDRA BARBOSA

6. ALEXANDRA LOPES

7. ALINE COELHO

8. ALLINE MARQUES DE BARROS

9. ÁLVARO MARINHO

10. ANA FLÁVIA CORRÊA

11. ANA LUÍZA ANACHE LEITE

12. ANA PAULA ARANTES

13. ANA PAULA SOARES

14. ANDERSON PINHO

15. ANDHRESSA SAWARIS BARBOZA

16. ANDRÉ ALVES

17. ANDRÉ GARCIA SANTANA

18. ANDREZA SILVA PEREIRA

19. ANTÔNIA ALVES PEREIRA

20. ANTONIEL PONTES

21. ANTONIO P. PACHECO

22. ARTHUR SANTOS DA SILVA

23. BÁRBARA ROSA

24. BIANCA FUJIMORI

25. BRUNA BARBOSA PEREIRA

26. BRUNA PINHEIRO

27. BRUNA ULIANA

28. BRUNO ARAÚJO

29. CAMILA BINI

30. CAROL LANHI

31. CAROLINE RODRIGUES

32. CELLY SILVA

33. DANIELA CASTRO

34. DAYANNE DALLICANI

35. EDILSON ALMEIDA

36. EDUARDA FERNANDES

37. EDUARDO FERREIRA

38. EDUARDO LUÍS MATHIAS MEDEIROS

39. EMANOEL NOGUEIRA SOUZA

40. ÉRIKA OLIVEIRA

41. EVELINE BAPTISTELA

42. EVERALDO GALDINO

43. EVERALDO JOTA

44. FELIPE DE ALBUQUERQUE

45. FERNANDA LEITE

46. GIBRAN LUIS LACHOWSKI

47. GILSON NASSER

48. GLEID PEDRAÇA LOPES MOREIRA

49. GUSTAVO NASCIMENTO

50. HELSON FRANÇA

51. ISABELA MERCURI

52. JACQUES GOSCH

53. JANAÍNA PEDROTTI

54. JAQUELINE BRAZ

55. JAQUELINE SIQUEIRA

56. JOÃO BATISTA

57. JOÃO NEGRÃO

58. JOHNNY MARCUS RIBEIRO

59. JONA CÉSAR

60. JONAS JOZINO

61. JONAS SILVA

62. JULIA OVIEDO

63. JUNIO GARCIA

64. KARINA CABRAL

65. KEKA WERNECK

66. KRYSLAINE MICHELE SOUZA

67. LAÍS COSTA

68. LAIS COSTA MARQUES

69. LAÍSE LUCATELLI

70. LARISSA CAVALCANTE DE CAMPOS

71. LAURA MEIRELES

72. LAURA NABUCO

73. LAURA PETRAGLIA

74. LÁZARO THOR BORGES

75. LENITA VIOLATO

76. LETÍCIA KATHUCIA

77. LIDIANE BARROS

78. LIS RAMALHO

79. LISÂNIA GHISI

80. LORENZO FALCÃO

81. LUANA SOUTOS

82. LUCAS RODRIGUES

83. LUCILEY MAGALHÃES

84. LUIZ FERNANDO VIEIRA

85. MARCELA BRITO

86. MARCIA ANDREOLA

87. MARCIO CAMIL

88. MARGARETH BOTELHO

89. MARIA ANGÉLICA DE MORAES

90. MARIA CLARA CABRAL

91. MARIÂNGELA SOLLA LOPES

92. MARICELLE LIMA VIEIRA

93. MÁRIO HASHIMOTO

94. MARISOL FRANÇA

95. MARITZA FONSECA

96. MARLUCE SCALOPPE

97. MELLAINE MENDES

98. Mequiel Ferreira

99. MIKHAIL FAVALESSA

100. MIRELLA DUARTE

101. MYLENA PETRUCELLI

102. NARA ASSIS

103. NATACHA WOGEL

104. NEILA GONÇALVES

105. NOELMA OLIVEIRA

106. OZIANE RODRIGUES

107. PABLO RODRIGO

108. PATRÍCIA HELENA DORILEO

109. PRISCILA MENDES

110. PROTÁSIO DE MORAIS

111. RAFAELA FREITAS SIQUEIRA

112. RAFAELLA GOMES GARCIA

113. RENÊ DIÓZ RODRIGUEZ

114. ROBSON FRAGA

115. RODIVALDO RIBEIRO

116. RODRIGO MELONI

117. RONALDO PACHECO

118. ROSELI RIECHELMANN

119. SILVANA NEUMANN RIBAS

120. SILVIA BEZERRA

121. SILVIA MARQUES CALICCHIO

122. SUELEN DE ALENCAR

123. TARLEY CARVALHO

124. TATIANA MEDEIROS

125. THALYTA AMARAL

126. THIAGO ALMEIDA

127. THIAGO CURY LUIZ

128. VALDEQUE MATOS

129. VALQUIRIA CASTIL

130. VINÍCIUS BRUNO

131. VIVIANE SAGGIN STRAGLIOTTO

132. VOLNEY ALBANO

133. WAGNER ZANAN

134. WELINGTON SABINO

135. YURI RAMIRES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *