Casa Manga com Leite debate nesta quarta (28) a Violência Contra as Mulheres

Será a última Prosa da Casa, que faz parte do Novembro Resistência na Casa Manga com Leite, em celebração à Consciência Negra e pela unidade contra o fascismo: Ninguém solta a mão de ninguém

Estamos na Semana Mundial para Eliminação da Violência Contra as Mulheres, tendo como referência o dia 25 de novembro, que lembra o assassinato brutal em 1960 das irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas por “Las Mariposas”. Elas foram eliminadas a mando do ditador Rafael Leônidas Trujillo, da República Dominicana.

A terceira e última Prosa da Casa tem como tema Não à Violência Contra as Mulheres: Pela Vida das Marielles, Cláudias, Marias e Clarices e faz parte do Novembro Resistência na Casa Manga com Leite, em celebração à Consciência Negra e pela unidade contra o fascismo: Ninguém solta a mão de ninguém.

A Prosa da Casa terá como mediadora a educadora social Santa Alves, presidente da Unegro-DF. Já estão confirmadas as seguintes presenças:

 

 

 

 

 

 

Silvia Cristina Leite, assistente social, coordenadora do Setor de Atividades Especiais Espaço Mulher do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura em São Luís (MA) e presidente do Conselho Municipal da Condição Feminina de São Luís.

Márcia de Alencar, psicóloga, bacharel em Direito e especialista em Segurança Cidadã reconhecida pela ONU, foi secretária de Segurança Pública e Paz Social (2015/2016) e secretária da Mulher, Igualdade Racial e Direitos Humanos (2017), presidente do Conselho de Direitos da Mulher (2017) do Distrito Federal.

Jaqueline Nunes, jornalista, ativista social e secretária distrital da Negritude Socialista do PSB do Distrito Federal.

Rosimeri Mello, coordenadora de Economia Solidária pelo MPS, Movimento Popular Socialista do PSB, Coach, palestrante sobre a Lei Maria da Penha na área urbana e rural.

 

 

Élbia Pires de Almeida, professora, coordenadora da Secretaria de Raça e Sexualidades do Sinpro-DF (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e secretária de Mulheres da UNALGBT (União Nacional LGBT) no Distrito Federal.

 

Conceição Silva, bióloga sanitarista, feminista negra, coordenadora Nacional de Saúde da Unegro e Conselheira Nacional de Saúde.

 

 

 

Rita Andrade, radialista, produtora cultural, conselheira de Cultura e militante do PSOL.

A UBM (União Brasileiras de Mulheres) também enviará sua representante.

O evento, realizado em parceria com a União das Negras e Negros pela Igualdade (Unegro) no Distrito Federal, acontecerá nesta quarta-feira (28). A ideia é promover um debate com foco na violência sexual, familiar, social, policial e trabalhista e política contra as mulheres, e reverenciar a memória de mulheres brasileiras lutadoras e vítimas da violência que tem vitimado especialmente as pobres e negras. Margarida Maria, Cláudia e Marielle presentes!

Em outra vertente queremos lembrar as esposas e mães que sofreram com os horrores das ditaduras, evocando a luta para que outro regime autoritário não se estabeleça em nosso país e evitemos que outras Marias e Clarices venham a chorar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *