A ideologia é uma merda

Por Álisson Lopes

Desde que vi num documentário sobre Jorge Amado em que ele afirma que “ideologia é uma merda”, tenho refletido em relação a isso. Tomam minha mente constantes reflexões sobre como a ideologia pode forma uma dogmática de proliferação das ideias intolerantes e maniqueístas.

Podem acreditar, ou melhor acreditem se quiserem, mas quando a ideologia transmuta para uma cegueira e te impede de ver a diversidade de um mundo multicultural e seus desdobramentos, é uma grande armadilha. O mundo é plural, existem milhares de religiões, lido todos os dias com ateus, hedonistas, neoliberais, socialistas, religiosos e gente que não tá nem aí para rótulo.

Os conservadores querem conservar o quê? Não tem como barrar o esplendor da diversidade, a escola é inclusiva, o movimento LGBTI tem cada dia mais voz, o Candomblé, a Umbanda são religiões e a cada dia mais organizadas e mais preparadas para se defender de obtusos intolerantes.

Temos milhões de seres humanos abaixo da linha da pobreza e tem que ser um compromisso nosso enquanto humanidade combater isso para ontem. Temos milhões de refugiados, crianças descalças e famintas, isso é sim problema nosso. Tenha empatia imagine se fosse com os meus, os seus, os nossos. Quem tem fome precisa comer agora, político com mandato nenhum tem o direito de errar, seu erro mata milhões.

O Estado tem que ser forte e tem que defender o seu bem mais valoroso que é o seu povo, a sua gente.

As lideranças que são de fato lideranças preparam e promovem a autonomia das gerações vindouras e não traem por um projeto de poder. A convergência de todas ideologias deveria ser a humanidade, toda humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *