A tendência, agora, é o comando da legenda ser entregue para lideranças de fora do eixo Nordeste/Sudeste, expandindo-se para os extremos Sul e Norte do País. O Centro-Oeste tem pouco peso nesse processo desde que governos estaduais foram sendo perdidos para outros partidos, principalmente o PSDB goiano.

 

Por Chico Sant’Anna

 

Está cada vez mais difícil o projeto do governador Ibaneis Rocha de presidir o MDB Nacional. O caminho que parecia estar livre com a desistência de Romero Jucá e a não postulação de nomes tradicionais do partido, como Michel Temer e Renan Calheiros, mas o cenário mudou, informa o jornalista Edgar Lisboa, em seu blog.

Tem muita gente já se mexendo. Presidir o MDB seria a primeira etapa de um projeto maior de Ibaneis. Na verdade, ele deseja chegar ao Planalto, quem sabe em dobradinha com o tucano João Dória. Além disso, Ibaneis precisa mostrar serviço no GDF para se cacifar nacionalmente e, pela mostra desses primeiros cem dias de governo, parece que ele vai ser mais do mesmo que o Distrito Federal experimentou recentemente com Agnelo Queiroz e Rodrigo Rollemberg.

Continue lendo aqui, no blog do Chico Sant’Anna